Quem sou

.

Victor Hugo Brizotto Garcia

30 anos

Paulistano

Formado em Sistemas de Informação pela UNIFIEO (Osasco – SP)

Analista Programador

Governador da República Popular do Corinthians

 

Minha primeira lembrança referente ao Corinthians é da final do Campeonato Brasileiro de 1990. Eu, com 6 anos na época, não entendia muito de futebol. Meus pais foram ver a partida final na casa de meu tio Dioniro. Apenas me recordo de que estava brincando com minha prima, quando escutamos gritarias, fogos e uma euforia danada. Subimos na sala e vimos o povo em êxtase. Não tive dúvidas: comecei a pular e a comemorar também. Mal sabia eu que estava participando de um dos momentos mais importantes da história do Timão, comemorando o nosso primeiro Brasileirão! Nascia ali uma paixão inexplicável… Paixão que cresce mais a cada dia que passa.

No ano seguinte, outro momento inesquecível: a primeira vez no estádio. Claro que o palco não poderia ser outro senão o nosso bom e velho Pacaembu. Não há jogo do Corinthians que eu vá assitir, que eu não me lembre daquele primeiro jogo. Corinthians x Botafogo. As estrelas daquela época eram Neto, pelo lado do Timão e Renato Gaúcho, do lado Botafoguense. Tenhos vários flashs daquele dia: Lembro de meu pai, minha mãe e eu esperando o ônibus. Lembro que descemos perto de um viaduto. Lembro que ficamos na Arquibancada Laranja. Lembro do menino autista que estava perto de nós, com sua mãe. Lembro do gol do Neto, de pênalti. Lembro que perdi o segundo gol do Corinthians, hipnotizado que estava pelos refletores do estádio… O jogo terminou 2 a 1 para o Corinthians. Estávamos “pessoalmente” apresentados. Não poderia ter sido melhor.

Meu pai e eu na sede do Corinthians
Meu pai e eu na sede do Corinthians

Não sou muito de ir em estádios, mas não perco um jogo do Corinthians, seja na TV ou no rádio, a exemplo de meu finado pai. Porém, ao contrário dele, cresci na época de ouro do clube. Vi o Timão ganhar títulos atrás de títulos. Já meu pai viveu e sofreu no período dos 23 anos. Toda vez que conversávamos sobre o Corinthians, lá vinha meu pai com a história de 77. Que “fulano de tal” estava com uma toalha enrolada no corpo, que foi dormir mais de 3 horas da manhã, que ouviu rádio a noite toda, que o Wladimir deu uma entrevista e conversou ao vivo com a mãe dele, etc… São tantas que não cabem aqui… Ô “Hómi” que tinha história…

Infelizmente, meu pai faleceu no fim de 2010, deixando uma família inteira com saudade de suas histórias e de seu amor pelo Corinthians…

Eu, meu sobrinho Lucas e meu pai em frente ao nosso Pacaembu
Eu, meu sobrinho Lucas e meu pai em frente
ao nosso Pacaembu

Em 2005, ao terminar o Curso Técnico em Informática e me ver com um período de 6 meses de tranquilidade antes de começar a faculdade, tive uma idéia: por que não juntar o amor pelo Corinthians e os conhecimentos recém adquiridos na criação de sites, e fazer um site sobre o Coringão? Foram meses e meses de pesquisa, leitura, dedicação e entrega. Mas a satisfação e o prazer me encorajavam a ir em frente.

E o resultado está aqui: Tudo sobre o Corinthians. Sua história, glórias, ídolos…

Dedico esse site a minha família, que sempre me apoiou e, principalmente, a meus pais, Newiton Amador Garcia e Clarice Brizotto Garcia, que me educaram da melhor maneira possível, são pais maravilhosos e, claro, me ensinaram a ser corintiano.

Minha mãe e eu no Memorial do Corinthians
Minha mãe e eu no Memorial do Corinthians

Espero que o site seja útil para todos aqueles que procuram informações sobre time mais querido do Brasil.

Abraços a todos!

Vai Corinthians!

Victor Hugo Brizotto Garcia



Comentários estão encerrados